quarta-feira, 28 de abril de 2010

ALMA GÊMEA ( de EMMANUEL)

ALMA GÊMEA ( de EMMANUEL)

Alma Gêmea da Minh’alma,

Flor de luz da minha vida,

Sublime estrela caída

Das belezas da amplidão !...

Quando eu errava no mundo,

Triste e só, no meu caminho,

Chegaste, devagarinho,

E encheste-me o coração :

Vinhas na benção dos deuses,

Na divina claridade,

Tecer-me a felicidade em sorrisos de esplendor !...

És meu tesouro infinito,

Juro-te eterna aliança,

Por que sou tua esperança,

Como és todo o meu amor !!

Alma Gêmea da minhalma,

Se eu te perder, algum dia,

Serei a escura agonia

Da saudade nos seus véus...

Se um dia me abandonares,

Luz terna dos meus amores,

Ei de esperar-te, entre as flores

Da claridade dos céus...

Emmanuel

Trecho do livro "Há Dois Mil Anos" de autoria de Emmanuel e psicografia de Francisco Cândido Xavier

Imagem : http://images.google.com.br

sexta-feira, 23 de abril de 2010

BARCO DE PAPEL... (de ValériaC)

BARCO DE PAPEL...

Meu olhar perdido...vagueia longe

olhando o céu...

que mais parece imenso mar

permeado de ondas brancas..

Que azul tão intenso, mesclado de nuvens,

que me faz viajar...

Me sinto unida a ele,

pareço barco de papel,

navegando na mansidão do mar...

Me entrego sem medo...

flutuo em pensamentos...

absorvendo sua intensa paz...

e por breve momento,

me esqueço da loucura do mundo,

de quão feliz isso me faz...


ValériaC


Imagem : http://images.google.com.br

terça-feira, 20 de abril de 2010

ONDE (de VALÉRIAC)

ONDE

Numa noite como essa,

tudo o que eu queria

era estar em teus braços...

Mas, abraço o vazio, que você deixou.

E diante de tantos cansaços

da quase morte da esperança,

insisto em me perguntar,

desafiando sua indiferença...

Onde te encontrar?

Senão aqui...no meu coração

lugar que te dei morada,

ainda que por ti abandonada...

Onde você está agora...

além de em meus pensamentos,

que nessa imensa solidão

mais parecem tormentos...

ValériaC


Imagem : http://images.google.com.br

sábado, 17 de abril de 2010

BOLHAS DE SABÃO (VALÉRIAC)


BOLHAS DE SABÃO

Flutuo... levito,

me espalho em doce aroma...

Sou leve...suave

como bolhas de sabão...

que vão mansamente pelo ar,

a te envolver

e em ti me aconchegar...

ValériaC


Imagem: http://images.google.com.br

terça-feira, 13 de abril de 2010

VENTO ( de VALÉRIAC)

VENTO

Ah! Que bom sentir

o vento que sopra em meu corpo.

O mesmo vento que vem e que vai,

que sopra o teu e o meu,

que gira o mundo...

Sem limites, sem medos,

sem querer...

Que envolve, que abraça,

entorpece ...

E traz o teu cheiro no ar.

Me alegra a idéia de poder tê-lo

de alguma forma,

ao menos , ao imaginar...

que o vento que te tocou,

seja este que acabou de me tocar ...

ValériaC

Imagem : http://images.google.com.br

sábado, 10 de abril de 2010

GOTA DE MIM...

Olá!!!

Quando eu era pequena, eu era bem travessa... tinha uma sede imensa de conhecer, aprender, descobrir o mundo... e claro, sempre fui apaixonada por livros e músicas.

Lia desde dicionários, enciclopédias, os mais diferentes tipos de livros...desde então eles são meus grandes amigos e companheiros de caminhada... acho que daria para fazer uma biblioteca de bom tamanho com todos que já li, e acreditem, não vivo sem livros, não tem um dia que eu fique longe deles.

Como quase todo apaixonado por leitura, também me arrisco a escrever... claro que como uma amante das palavras, não como escritora, pois não sou... mas eventualmente colocarei aqui, algo meu...

E, em se tratando de paixão, a música, me é também uma delas... confesso, que aprendi tocar um pouquinho de teclado, mas digamos que é melhor deixar para quem tem verdadeiro dom....rsrsrs....

Uma música que eu gosto muito:

James Morrison - You Give me Something - Live (http://www.youtube.com)


sexta-feira, 9 de abril de 2010

Se tu viesses ver-me...(Florbela Espanca)


Se tu viesses ver-me...

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha, A essa hora dos mágicos cansaços, Quando a noite de manso se avizinha, E me prendesses toda nos teus braços... Quando me lembra: esse sabor que tinha A tua boca... o eco dos teus passos... O teu riso de fonte... os teus abraços... Os teus beijos... a tua mão na minha... Se tu viesses quando, linda e louca, Traça as linhas dulcíssimas dum beijo E é de seda vermelha e canta e ri E é como um cravo ao sol a minha boca... Quando os olhos se me cerram de desejo... E os meus braços se estendem para ti... Florbela Espanca
Imagem: :   http://images.google.com.br

quinta-feira, 8 de abril de 2010

ENTRE O LUAR E A FOLHAGEM

Entre o luar e a folhagem


Entre o luar e a folhagem,
Entre o sossego e o arvoredo,
Entre o ser noite e haver aragem
Passa um segredo.
Segue-o minha alma na passagem.
Tênue lembrança ou saudade,
Princípio ou fim do que não foi,
Não tem lugar, não tem verdade.
Atrai e dói. Segue-o meu ser em liberdade.

Vazio encanto ébrio de si,
Tristeza ou alegria o traz ?
O que sou dele a quem sorri ?
Nada é nem faz.
Só de segui-lo me perdi.

Fernando Pessoa


Imagem : http://images.google.com.br

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails