QUISERA (de ValériaC)

 


QUISERA


Quisera eu, decifrar-te os olhos

ler-te os pensamentos.

Quem dera, soubesse

tal qual leitura em braile

em suaves toques,

interpretar as batidas do seu coração,

ao tocar-te a pele.

Perco-me em brumas,

não te leio, não te entendo

fico sem saber tua intenção,

o que sentes por mim.

Não sei se vou ou se fico

se me declaro aos gritos

ou se me calo perdida

em silenciosos prantos,

nesta insone noite

em que somente

a minguante Lua

faz-me companhia...


ValériaC 


TEXTO: ValériaC

IMAGEM:  Google

Comentários

  1. Simplesmente MARAVILHOSA! Gostei dos toques como leitura em braile...Poesia pura, linda! Parabéns! beijos, lindo dia! Aqui congelando! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico super feliz que tenhas gostado, Chica!!! Por aqui, frio também, dá vontade de ficar só no sol, e quando ele sumir, vai sobrar o ventinho geladooooooo rsrsrsr beijinhos agradecidos

      Excluir
  2. Aplausos, muitos aplausos para o seu poema! Amei :))
    .
    Encontro no teu sorriso o espelho da alma
    .
    Beijo e uma excelente tarde!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz, querida Cidália!!! Beijinhos agradecidos!!

      Excluir
  3. Como se diria na terra, “baita confissão amorosa do eu”. E, claro, o Outro ouviu. A imagem do braile “derruba” o leitor, imagine, o alvo. Um belo trabalho de linguagem para renovar a lírica amorosa. De quem sabe “acordar as palavras”.
    Abraços, Valéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente agradecida por suas palavras elogiosas e sempre tão poéticas!!!
      Um abraço, Poeta!!!

      Excluir
  4. Ler o outro para lá das palavras não é nada fácil...
    Mas o seu poema é de gritos, isto é, excelente. Gostei imenso, os meus aplausos para o seu talento e inspiração.
    Continuação de boa semana, amiga Valéria 🌼
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Jaime, entender diálogos e silêncios do outro, podem confundir, há de se ter sensibilidade aflorada, para começar a ter algum entendimento. Muito agradecida por suas palavras, um abraço e continuação de boa semana pra você também, amigo!

      Excluir
  5. Quantas dúvidas e incertezas contidas nas palavras, deste sentido e belo poema.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim querida...quantas dúvidas e incertezas nas palavras e na vida... beijinhos agradecidos, sempre

      Excluir
  6. Descobrir um dia que afinal vivemos com alguém que, na verdade, não conheciamos. Como é isso possível?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do seu nome, Brancas Nuvens Negras, instigante e achei bem interessante o seu ponto de vista, ao me ler. Na verdade gosto muito de ver o que cada um percebe, sente ... os mesmos versos terão tantas percepções diferentes, isso me fascina, gosto do Universo caber em cada ser.
      Se é possível, vivermos com alguém e não o conhecermos de verdade? Penso que sim, talvez isso seja muito mais comum do que gostaríamos de admitir que fosse, chega a ser decepcionante, mas pode-se viver uma vida com alguém e não o conhecer de verdade, visto que passamos uma vida a tentar nos descobrir, que dirá conhecermos o outro.
      Desculpe, eu divago demais, quero muito agradecer sua visita e suas palavras deixadas por aqui e se quiser voltar, ficarei muito feliz em tê-lo por aqui, um abraço

      Excluir
  7. Boa noite de paz, querida amiga Valeria!
    Tem dúvidas que morrerão conosco.
    Não saber se vamos ou se ficamos... eis a impermanência do momento!
    "Fico sem saber tua intenção".
    Muito lindo, querida!
    Tenha uma noite abençoada!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, minha querida amiga!!!
      Verdade, há dúvidas que morrerão conosco... as pessoas e seus relacionamentos são sempre um grande desafio, de aprendizagem crescimento, principalmente porque somos todos imaturos em matéria de AMOR!!! Então mais nos perdemos nos dramas, do que experenciamos , de fato, tão cristalino sentimento.
      Beijinhos agradecidos, sempre!

      Excluir
  8. Quisera eu, decifrar-te os olhos, ler-te os pensamentos.
    Em suaves toques, interpretar as batidas do seu coração.
    Belíssimo poema, Valéria!
    Uma linda e abençoada noite!
    Beijos, saúde e paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Fatyma! Beijinhos agradecidos!!!

      Excluir
  9. Um grande desafio aprender a interpretar sem a emoção
    desse coração que também bate acelerado . Nunca saberemos.
    Um poema lindo Valéria _ suas mãos de fada também tecem palavras poéticas.
    Que lindo!
    beijos e boa noite .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viver sentimentos e emoções sempre são grandes desafios... temos uma percepção um tanto distorcida das situações das quais nos colocamos, vive-se muitos dramas e pouca lucidez, daí tantos desencontros acontecerem.
      Beijinhos muitíssimo agradecidos, minha querida, até porque me sinto mais habilidosa com as agulhas do que tecendo versos!

      Excluir
  10. Querida Valéria,
    Saber se entender, é tentar também entender o outro. É o “dever de casa” diário, das lições aprendidas a partir de nós mesmos. Saber compreender o outro, é nos despir de mágoas antigas (ou recentes), é saber o limiar entre as emoções que fluem, percebendo que cada um caminha em seus próprios passos... Uns mais ligeiros, outros menos acelerados.
    Beijos e cuide-se!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Douglas, mas me diz se é fácil fazermos tal lição de casa? Nos conhecer pode levar mais que uma vida, a maioria das pessoas não gosta de olhar para si mesmo, então como entender o outro? Somos seres tão imaturos emocionalmente , temos um longo caminho a percorrer, nos prendemos demais nos dramas e não conseguimos perceber o outro e as situações, com a luz a qual se faz necessária e por isso, tantos desentendimentos e desencontros acontecem. E assim vamos, penso que a passos lentos , mas persistamos...
      Muitíssimo agradecida, por suas reflexivas palavras deixadas por aqui, um abraço!

      Excluir
  11. Respostas
    1. Muitíssimo agradecida, Francisco! Bom fim de semana! Um abraço

      Excluir
  12. Valéria,
    Que maravilhosa Poesia!
    Adorei seu Blog
    já seguindo aqui
    vou amar recebe-la
    lá no Espelhando.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz que você tenha gostado da poesia e do Blog!
      Pode ter certeza que lá estarei! Beijinhos agradecidos por sua companhia e palavras!

      Excluir
  13. Olá doce Valéria, estou encantada com a beleza dos teus versos. Aprecio demais esse estilo e estrutura do poema, livres das grades das estrofes.

    Grande abraço moça bonita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, Lucia!!! Que bom que você gosta desta liberdade ...eu muito admiro o talento de quem tem um estilo estruturado, com rimas perfeitas, mas, diante da minha imensa simplicidade na arte da escrita , não me preocupo com rimas, vou só brincando de escrever, dando asas livres às minhas palavras.
      Beijinhos agradecidos, por tudo!!!

      Excluir
  14. Bom dia Valéria,
    Um poema belíssimo, muito inspirado!
    Conhecer o outro não é fácil e então o nosso pensamento divaga!
    Um beijinho e um ótimo fim de semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Ailime, sempre um desafio , ao qual nos inundamos de divagações! Grata por suas doces palavras, amiga, beijinhos!!!

      Excluir
  15. Compreendo a sua inquietação. O amor não se faz de incertezas.
    Abraço poético.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juvenal, em poucas palavras, você fez uma síntese perfeita do poema!
      Muitíssimo agradecida por sua presença e palavras por aqui deixadas, um abraço!

      Excluir
  16. Lindo poema que traz um desejo para além do que a comunicação nos permite. Nada mais dificil do que a comunicação. Mas enfim, um poema de amor que busca as sensibilidades para ir ao encontro do outro.
    Gosto muito dos seus poemas, fvc tece com as palavras belos caminhos. Bom final de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz e agradecida com suas palavras, Norma, eu que a admiro tanto como ser humano, conheço sua lucidez.
      Bem sabemos dos tantos desencontros e dificuldades de comunicação entre as pessoas, especialmente no quesito sentimentos e emoções, sempre tão delicados de se tratar. Beijinhos muito agradecidos

      Excluir
  17. Boa noite minha querida amiga Valéria. Parabéns pelo seu excelente texto. Eu quero um dia um livro publicado por você e autografado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Luiz! Agradeço imensamente suas palavras, mas penso que ficarei devendo o livro rsrsrs
      Ahhhh meu amigo, a vida toda gostei de escrever, me é catártico, é uma forma de me expressar, mas confesso que nunca tive a pretensão ou o desejo de publicar um livro. Bem disse o" POETA José Marti que diz mais ou menos isso... todo homem tem que plantar uma arvore, ter um filho e escrever um livro" , pois então, já plantei várias árvores, tenho dois filhos, meus amores, mas não tenho um livro, mas já fico feliz em ter 4 Blogs rsrsrs e ter amigos/as generosos/as que me leem. Feliz dia, um abraço e grata pela companhia e amizade de sempre!

      Excluir
  18. Indecifráveis sentimentos que a poesia vem dar notícias.

    Um grande abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei suas palavras, perfeitas!!!
      Muitíssimo agradecida, por sua visita e impressões, um bom fim de semana, amigo! Um abraço!

      Excluir
  19. Gostei demais de ler teus versos!
    Eu já me senti assim...tentando decifrar o que o outro sente ou pensa...

    🥰😘
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz que tenha gostado , Ane! Verdade, amiga, quem nunca se sentiu assim, não é mesmo? Beijinhos agradecidos

      Excluir
  20. Ai Valéria, que lindos versos!
    Seus versos amorosos relembram Cecília Meireles.
    Reconheço, admiro e aplaudo quem sabe lidar com as palavras e ainda mais se for em poesia.
    Parabéns!
    beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus que honra, ao qual te agradeço imensamente, Beth! Fico feliz que você tenha gostado, feliz com sua presença tão significativa por aqui. Beijinhos!!!

      Excluir
  21. O amor com seus mistérios e encantos. Conhecer a si mesmo já é difícil, quanto mais o outro a quem queremos bem. Mas, como vale a pena expressar o coração e, pouco a pouco, saber o que se passa no íntimo desejado.
    Lindo poema, Valéria. Boa noite.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito isso , Anete... sempre vale a pena esse expressar-se, para enfim dar um norte a tudo nesta vida, especialmente em se tratando de Amor. Beijinhos muitoooo agradecidos!!!

      Excluir
  22. Boa tarde Valeria!
    Quanto tempo menina? Feliz com sua presença, e adorando ler-te novamente.
    Seu poema é digno dos mestres, maravilhoso! tem inspiração, profundidade, emoção, e essa leitura em braile foi bem criativa. Pura poesia, construída lindamente.
    Um beijo no coração, e um ótimo mês de agosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria, você aqui Smareis!!! Gente... como é bom reencontrar pessoas queridas de tempos atrás. Fico muito feliz com sua presença e pelas tão carinhosas palavras, deixadas por aqui!
      Espero que a gente se encontre muitooooo por aqui, viu? Ótimo Agosto, pra você também, beijinhos agradecidos!!!

      Excluir
  23. Oi querida não resisti em comentar aqui
    Você é demais!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você comente e venha aqui, querida, Lua, você é muito gentil!!! Beijinhos agradecidos!

      Excluir
  24. Respostas
    1. Que bom, eu te agradeço muitooooo, beijinhos querida Lua!

      Excluir

Postar um comentário